Segundo pesquisa da Regus, 82% dos brasileiros preferem emprego que lhes permitisse trabalhar remotamente ou em horários alternativos.

Parece que a flexibilidade de horários no trabalho está virando uma das prioridades para o brasileiro que busca emprego. Segundo o Staff Retention Report 2013 da Regus, 82% privilegiariam emprego que lhes permitisse trabalhar remotamente ou em horários alternativos.

Os mais de 600 entrevistados mostraram também que 53% desistiriam de um emprego que proibisse o trabalho flexível. Além disso, 67% teriam ficado mais tempo em um trabalho anterior se a empresa oferecesse flexibilidade – contra 59% na média global.

O número de 82% a favor da flexibilidade é maior que a média global (79%) e isso por si só já é um dado bem interessante. A pesquisa foi conduzida com clientes e contatos da Regus ao redor do mundo, o que pra mim é o tipo da “bola cantada”, já que essas pessoas uma vez tendo contato com a Regus estão propensas ao trabalho flexível. Mas é um estudo importante para mostrar o perfil dessas pessoas e como elas enxergam suas demandas de flexibilidade.

O Staff Retention Report 2013 da Regus pode ser conferido na íntegra, com os dados globais, neste link (http://press.regus.com/united-states/staff-retention-report-2013/).

Fonte: http://www.movebla.com/2729/pesquisa-82-dos-brasileiros-privilegiam-flexibilidade/ (Adaptado)

Comment